Página inicial
Apresentação
Penude
Notícias
Entrevistas
História
Festas e Romarias
Penude
Lamego
Outras
Associações
Fotografias
Álbum de fotos
Ligações
Publicidade
Arte e Literatura
In Memoriam
Quem somos
Contato
Localização
Livro de visitas
Blog
Mapa de acesso
 


  São Pedro (28 e 29 de Junho)
  Nossa Senhora do Rosário - Outeiro (15 de Agosto)
  Mártir São Sebastião (20 de Janeiro)
  São Silvestre - Quintela (31 de Dezembro )
  Senhor da Ponte (no 1º fim de semana de Agosto ) 
   
TRADIÇÕES E DEVOÇÕES - Isidro Pereira Lamelas

Devoção a Nossa Senhora

Para além do padroeiro S. Pedro, S. Sebastião e S. Bárbara foram dos santos preferidos das gentes de Penude que viam nestes os grandes protectores das malinas e tempestades. Mas a devoção dos penudenses volta-se em primeiro lugar para Nossa Senhora.

Esta devoção mariana manifesta-se numa série de tradições arreigadas no povo de Penude até aos dias de hoje:

- As Trindades: Costume de rezar, três vezes ao dia, ao toque das "Avé Marias" ou "Trindades". Ao toque das Trindades todos os trabalhos paravam. Os homens tiravam o chapéu e começava a oração, sempre orientada pelo pai ou pessoa mais velha.

- Reza do Terço: No tempo em que a televisão ainda não tinha roubado o tempo aos serões familiares, a recitação do terço era uma componente obrigatória dessas noites compridas da aldeia. No final da recitação do terço propriamente dito, a preceder a Salve Rainha, tinha lugar um espaço de orações particulares, pelos entes falecidos e outras intenções, em que se repetiam orações populares não oficiais transmitidas oralmente de geração em geração. A lista de santos, devoções e obrigações era geralmente bem longa, provocando a impaciência dos mais novos, mas de modo nenhum esta piedade se tornava maçadora, num tempo em que os serões davam tempo para tudo. Até porque, enquanto se iam dedilhando as contas do rosário, as mulheres iam ocupando as mãos a fazer meias e coturnos de lã de ovelha para os frios invernos.

- Nossa Senhora do Rosário no Outeiro: a quem o povo, sobretudo da parte de cima da freguesia, dedica uma solene e popular festa, no dia 15 de Agosto.

Outras devoções:

- Quarenta horas: Enquanto o mundo dava espaço a todos os excessos do carnaval, antes de entrar na quaresma, os devotos de Penude reúnem-se durante dois dias para desagravar os pecados do mundo e preparar a entrada na quaresma.

- Primeiras sextas-feiras

- Responsos

Romarias:

O povo de Penude gostou sempre muito de romarias. Os santuários de destino preferidos são, desde há muitos séculos os de Nossa Senhora de Cárqure, Senhora da Lapa e

Senhora dos Remédios. Mas havias muitos outros destinos e santos de devoção: Sta. Eufémia, S. Domingos de Queimadela e a Senhora dos Meninos de Lamego.

Mas a mais popular das romarias foi sempre, sem dúvida, a Senhora da Lapa. Conta-se que, num ano em que uma grande praga atacou os castanheiros (importante fonte de alimentação em Penude), o povo angustiado por tal moléstia resolveu fazer uma promessa à Senhora da Lapa para que esta os livrasse de tal flagelo. Sucedeu que, no regresso da devota romaria, os peregrinos de Penude encontraram o bicho que atacava os castanheiros todo morto.

Talvez por isso, era costume, na romaria à Senhora da Lapa, os romeiros de Penude usarem, durante estas peregrinações, longos rosários ao pescoço feitos de castanhas piladas. Os padre-nossos eram representados por castanhas rebordonas, redondas e mais volumosas, e as ave-marias por castanhas de demanda mais pequenas.

A devoção das gentes de Penude ao santuário da Lapa ficou documentado em ditos e quadras populares como esta:

Nossa Senhora da Lapa

Tem um manto de veludo

Que lhe deram os rapazes

Que vieram de Penude.

Confrarias e Irmandades:

A partir do século XVI, multiplicaram-se os altares em honra dos santos e desenvolveram-se paralelamente instituições responsáveis pelo cuidado do culto dos referidos santos. Também em Penude se desenvolveram várias Confrarias e Irmandades que se têm mantido até aos dias de hoje: Confraria do Santíssimo, Confraria da Senhora do Rosário; Irmandade das Almas…

Liga eucarística

Acção Católica: Iniciada em Penude a 2 de Fevereiro de 1944

Conferência de S. Vicente de Paulo

Conferência da Senhora de Fátima

Festas populares:

As principais são:

Festa de S. Pedro (29 Junho)

Festa de N.S. do Rosário (15 de Agosto)

Festa de S. Sebastião (20 de Janeiro), também conhecida pela "Festa dos cornos", devido ao bolo típico em forma de hastes.

Festa da Santa Cruz (Matancinha)

Festa do Senhor da Ponte (Penude de Baixo)

Festa de S. Silvestre (Quintela)

Festa do Senhor dos Martírios (no alto do Estremadouro, celebrada no dia imediato à festa de S. Pedro)

 


 
Top